25 abril 2011

diálogo

( concentrado de páscoa 2011 )

ouvir - falar usando as palavras
as palavras não são as mesmas
pessoas diferentes - cada um, cada um
a minha palavra =diferente= a palavra dela
não é comum

dentro de cada pessoa,
a palavra tem o significado próprio e único,
de acordo com o processo da vida, o ambiente que viveu, a sua subjetividade
(não se trata das línguas portuguesa ou japonesa, dicionários...)

quando tento "ouvir", captando as palavras
se a atenção está voltada para as palavras
é porque está limitado na ação cognitiva
dentro da minha maneira própria de captação

(tento, tentarei)
voltar a atenção
não na "palavra" (irreal) [a manifestação]
mas na "pessoa" (real) [o que está por trás da manifestação]

e daí? ...

continua no diálogo 2

Nenhum comentário:

Postar um comentário

pitacos carinhosos