11 janeiro 2019

luz e escuridão

“Não há despertar de consciências sem dor. As pessoas farão de tudo, chegando aos limites do absurdo para evitar enfrentar a sua própria alma. Ninguém se torna iluminado por imaginar figuras de luz, mas sim por tornar consciente a escuridão.” (C.G.Jung)

o medo

uma fez instalada

vai fugir, enfrentar, submeter
tanto faz,
o medo continua lá
em forma
de carapaça
de caragem
de coragem
de couraça
de retórica
de discurso
de boazinha/bonzinho
de adulador
de obediente
de respeitoso
de subjugado

observar
conhecer
aceitar

06 janeiro 2019

coisa em si

Quem poderá fazer
Aquele amor morrer
Se o amor é como um grão
Morre, nasce trigo
Vive, morre pão

conhecendo o ser humano

não há nada que se possa dizer "eu fiz isso"
tudo isso que a consciência diz que sou "eu" ou "meu"
como elas se formaram?
apenas
são ajuntamentos de coisas materiais e não materiais
a vida em si
onde começou?

01 janeiro 2019


Drão!
O amor da gente
É como um grão
Uma semente de ilusão
Tem que morrer pra germinar
Plantar nalgum lugar
Ressuscitar no chão
Nossa semeadura
Quem poderá fazer
Aquele amor morrer
Nossa caminhadura
Dura caminhada
Pela estrada escura...

Drão!
Não pense na separação
Não despedace o coração
O verdadeiro amor é vão
Estende-se infinito
Imenso monolito
Nossa arquitetura
Quem poderá fazer
Aquele amor morrer
Nossa caminhadura
Cama de tatame
Pela vida afora

Drão!
Os meninos são todos sãos
Os pecados são todos meus
Deus sabe a minha confissão
Não há o que perdoar
Por isso mesmo é que há de haver mais compaixão
Quem poderá fazer
Aquele amor morrer
Se o amor é como um grão
Morre, nasce trigo
Vive, morre pão
drão!
drão!

30 dezembro 2018

amar

eu li por aí que o amor se aprende amando
... acho que não 
o amor se aprende sendo amado
já aprendemos o amor sendo gestado pela mãe
já aprendemos o amor sendo criados/cuidados pelos pais
já aprendemos o amor sendo sustentados pela natureza

28 dezembro 2018

submissão voluntária

submissão voluntária
inconsciente
adaptabilidade
no fundo é o MEDO

necessidade que vem da carência

não tem um elefante na minha sala
a falta em si não existe
viver olhando para a falta
eu preciso disso
eu preciso daquilo
eu quero fazer isso
eu quero fazer aquilo

eita vida pobre

preciso de uma sala para isso
preciso de carro
preciso daquele médico
preciso desse tratamento

pobreza de espirito é isso

tem que

o "tem que" fode as relações humanas
o "tem que" acaba com as tesões humanas
o "tem que" cega a beleza do humano

27 dezembro 2018

10 dezembro 2018

princípio, razão verdadeira

As pessoas nascem através das pessoas, e se não forem através das ligações entre as pessoas, é absolutamente impossível viver eternamente encadeando a si mesmo com a próxima geração. Ao se saber desta relação, entende-se o erro do pensamento de que sou limitado a mim. Com certeza, o sentimento de amor estar contido entre as pessoas, é um princípio, razão verdadeira.

人は、人と人によって生れ、人と人との繋がりによらねば、自己を次代に継ぎ、永遠に生きることは絶対に不可能で、その関連を知るなれば、自己一人限りと の考えは間違いなる事が解り、お互いの間に愛情の含まれるこそ、真理に相違なく

três meios

temos aqui três meios.
  • um deles é definir os limites entre si e não ultrapassar esta linha mutuamente
  • um outro é perceber a tolice e a ignorância de invadirmos uns aos outros
  • e um outro é tornar rico, farto e espaçoso, a ponte de possuir mais do que o necessário se torna sem sentido e trabalho inútil.


conhecer a si

as premissas

as premissas conscientes 1%
as premissas inconscientes 99%


28 fevereiro 2018

olhar a si

<olhar esse eu agora>
  escuta o som do coração,
       viu e pensou, da onde até onde vc viu, da onde até onde voce pensou? 

  nomear? 
  nesse curso, falamos exatamente como vimos, o que é possivel
  vamos observar na vida cotidiana aqui dentro
   <pensei ..... e  fiz .... 

olhar a si - o que é

é um curso diferente de outros
não tanto um curso de pesquisa junto com outros
é um curso para observar a si, por si mesmo.

não é tanto, o pensar desenvolvendo as opiniões de todos outros
é ver do jeito que estão as reaçõesé observar as coisas que estão acontecendo dentro de si
antes de entrar os pensamentos, interpretações e julgamentos

mesmo durante o curso, as manhãs e as noites, não conversar com as pessoas, ficar sozinho e concentrar com tranquilidade na observação de si.

observar com minúcia esta parte [ ver(ouvir) →△→reação ]
mesmo as coisa que estava pensando que fossem simples reações
começa enxergar que estava captando isso, recebendo influencias das diversas memórias e experiências de dentro do 
△.

mesmo esta reação, ao ver com mais cuidado, 
tem muito mais coisas que nem aparecem(emergem) na consciência
olhando bem, mesmo quando dá de encontro com alguém no parque,
as vezes fica um pouco tenso,
se arma sentindo o como está sendo visto
as vezes evita de ver o roso
e mesmo em relação a horários está reagindo sensivelmente
talvez esteja vivendo o cotidiano, de reação a reação contínua.

ao ficar elucidado que isso "é uma reação minha"
surgem os movimentos internos, "epa, o que eu queria dizer mesmo?", "o outro na verdade estava como?", indo na direção de "como será na real?"


percebendo na maior parte do dia a dia, vivendo com a percepção de que está reagindo com as coisas de fora...
o que na verdade estou reagindo com as coisas de dentro...


27 fevereiro 2018

自覚 - auto consciência

a auto consciência
a consciência de que sou eu que estou captando assim
da consciência - das sensações
(o meus sentidos dizem que)
- o sol se põe

da realidade - o real

(na real o que acontece)
a terra é que gira em torno do sol


18 janeiro 2018