17 setembro 2010

a morte - velorio - by Akira Kurosawa


uma passagem de filme "sonhos" de kurosawa.
um rapaz, se perde nas andanças e  entra em contato com um vilarejo onde os moradores tem a forma de vida harmoniosa com a natureza.

o rapaz: está tendo um festa na vila hoje?
o velho: não, aquilo é um velorio, uma cerinonia de enterro. e não faça cara feia. o velória na sua essencia, é algo para festejar. viveu bem, trabahou bem, e no final poder dizer: bom descanso!! isso é coisa para se comemorar!... como não tem padres nem igrejas nessa vila, as pessoas, todos  levam os mortos até o cemitério cantando e dançando!!..  mas, crianças e rapazes novos morrerem, isso não deveria acontecer... não dá pra festejar..., mas por sorte, de maneira geral, as pessoas da vila tem morrido de acordo com o avançar da idade.... a velhiha que está sendo enterrada, faleceu com 99 anos...ah, eu preciso ir ao enterro ....
  ela foi o meu primeiro amor da minha vida, pois então, ela me deixou de coração quebrado, e se casou com outro....








Um comentário:

  1. Cara, adoro Kurosawa! Nem sei qual de suas obras gosto mais. Acho que depende do meu estado. Madadayo com certeza está quase sempre no topo.

    Aproveitando, parabéns pela iniciativa de manter os blogs do Marcelo Gleiser e do Contardo Calligaris.

    ResponderExcluir

pitacos carinhosos