07 abril 2009

Wilkins Ice Shelf





http://www.esa.int/esaEO/SEMWZS5DHNF_index_0.html

O bloco Wilkins estava preso às ilhas Charcot e Latady no oeste do continente antártico por uma fina ponte de gelo.

De acordo com os cientistas, já era previsível que o bloco se desprenderia da Península Antártica. Seu tamanho está diminuindo desde a década de 90 e para muitos pesquisadores o rompimento é uma evidência do aquecimento global.

Imagens de satélite da Agência Espacial Européia (ESA) indicavam que a ponte estava muito perto de se romper.

O pesquisador David Vaughan, do instituto British Antarctic Survey, monitora os movimentos do bloco Wilkins desde janeiro com a ajuda de um GPS na ponte de gelo.

Com o rompimento, centenas de icebergs flutuam agora no lado oeste da Antártida perto da extremidade sul da América do Sul. Neste momento o rompimento do bloco Wilkins não deve ter impacto direto no nível do mar porque as placas de gelo apenas se soltaram, mas não derreteram.

Nos últimos 50 anos, o aumento da temperatura na Terra soltou por completo outros blocos de gelo na região, como Prince Gustav, Larsen Inlet, Larsen A, Larsen B, Wordie, Muller e Jon

Um comentário:

  1. para quem quer ver o que realmente está acontecendo lá, tem uma foto por dia destas ultimas 2 semanas
    http://www.esa.int/esaCP/SEMD07EH1TF_index_0.html

    ResponderExcluir

pitacos carinhosos